Salário mínimo pode ir a R$ 1.088 em 2021

EFD-Reinf: Confira o novo cronograma
28/12/2020
tendências rh 2021
Tendências RH 2021: Conheça as principais
30/12/2020

Apesar das projeções iniciais do governo para o salário mínimo no próximo ano, o valor exato ainda não está certo. 

Isso porque, a correção é realizada através da inflação do ano, e esse índice vem mudando bastante desde o início da pandemia.

No entanto, em março e abril foi observado que a variação de preços chegou a ter os níveis mais baixos desde o início do Plano Real. Porém no final do ano, ela chegou aos mais altos já registrados.

Diversas variáveis no meio do caminho impactaram a inflação e forçaram economistas e o governo a revisarem as projeções do ano. Alguns exemplos disso são os altos recordes do dólar e dispara do preço dos alimentos.

A equipe do Ministério da Economia já apresentou algumas projeções oficiais de inflação para 2020 e de salário mínimo para 2021.

Projeção do salário mínimo

Conforme a projeção de abril, o salário mínimo seria de R$1.079 em 2021, para uma inflação esperada de 3,7%, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

mp 927Powered by Rock Convert

Já em agosto, o valor chegou a ser reduzido para R$1.067, pois a paralisia da pandemia havia cortado a expectativa de inflação para 3,3%.

Mas em novembro, a realidade já estava bem diferente: o INPC subiu para 5,2% em 12 meses, conforme divulgou na terça-feira (8) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Portanto com os novos números, o reajuste para 2021 deveria acabar sendo de R$1.087,84, pelas contas do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). Arredondado para cima, como geralmente acontece, seria de R$1.088.

A conta do Dieese estima uma inflação de 4,6% entre fevereiro, data do último ajuste feito, até o fim de dezembro.

Hoje o salário mínimo está em R$1.045. Nenhum trabalhador formal pode ganhar menos do que isso no país. Também é ele o piso das aposentadorias.

Ilmar Ferreira Silva, economista do Dieese, disse: “As primeiras projeções foram feitas quando a inflação estava baixa, mas depois houve uma explosão de preços altos e com foco muito grande nos alimentos, que têm um peso maior para a baixa renda”.

Para mais informações entre em contato conosco e venha conhecer nossos serviços e soluções.

Siga-nos no Instagram @masterrh.oficial se preferir acesse o link: https://www.instagram.com/masterrh.oficial/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

WhatsApp chat