53% dos brasileiros conseguem se manter por menos de 3 meses

Registro de funcionário na construção civil
06/04/2021
Recrutamento e seleção na construção civil
12/04/2021

De acordo com uma pesquisa realizada pelo Banco de Desenvolvimento da América Latina, 53% dos brasileiros conseguiriam cobrir as próprias despesas por, no máximo, três meses sem pedir dinheiro emprestado caso perdessem a principal fonte de renda. Para 30%, o limite seria de menos de um mês.

Com a pandemia de Covid-19, poucas pessoas contam com uma reserva de emergência suficiente para enfrentar uma possível perda de renda com tranquilidade ou, pelo menos, sem precisar se expor à doença.

Cortes na renda

Dos entrevistados na pesquisa, 47% afirmaram ter tido dificuldades para cobrir os custos cotidianos nos últimos 12 meses. Ou seja, para superar a situação, 61% deles cortaram gastos ou evitaram despesas que estavam programadas. 

Outros 47% simplesmente tiveram de pagar as contas com atraso. Sendo assim, para algumas pessoas a saída foi se desfazer do patrimônio, tirando dinheiro da poupança (29%) ou vendendo algum bem (25%). 

Ou seja, pegar empréstimos com alguém da família (20%), usando o cartão de crédito (15%). Foi outra possibilidade.

Portanto, dado o contexto da pandemia de Covid-19, o último ano apresentou condições difíceis para cobrir despesas, poupar e definir metas financeiras. 

O levantamento ouviu 1.200 pessoas em dezembro de 2020. A amostra foi composta por 52% de mulheres e 48% de homens, com idade média de 40 e de 41 anos.

Reserva financeira

De acordo com a pesquisa, apenas um terço da população brasileira conseguiu economizar dinheiro ao longo dos últimos 12 meses. Dentre essas pessoas, a maioria (72%) optou por deixar os recursos na poupança ou guardar o dinheiro em casa (43%).

Apenas 5% afirmaram ter investido em algum produto financeiro, uma fatia menor até do que os 15% que pediram para algum familiar guardar o dinheiro em seu lugar.

mp 927Powered by Rock Convert

Esse comportamento talvez se conecte a outro detectado pela pesquisa: dois terços dos brasileiros dizem não possuir nenhuma meta financeira, como pagar a escola, adquirir um bem ou quitar dívidas.

 Apenas 34% afirmam ter estabelecido objetivos de poupança.

Educação financeira

A caderneta de poupança, a conta corrente e o cartão de crédito são os produtos financeiros mais conhecidos e utilizados pelos brasileiros. 

Cerca de 95% dos entrevistados na pesquisa conhecem a caderneta, por exemplo, e 56% mantêm uma.

Já o cartão de crédito, por sua vez, é conhecido por 79% dos brasileiros, sendo que 32% possuem um.

A situação é diferente para outros produtos. Apenas 22% afirmam conhecer investimentos como fundos, ou, ações ou títulos em geral e não mais do que 1% da amostra diz aplicar nesses produtos. 

Portanto, a principal fonte de informação que influência os brasileiros nas escolhas financeiras são os conselhos de amigos ou familiares, citados por 46% dos entrevistados.

Entre em contato conosco e venha conhecer nossos serviços e soluções.

Siga-nos no Instagram @masterrh.oficial ou acesse: https://www.instagram.com/masterrh.oficial/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

WhatsApp chat