Projeto prevê garantir acesso imediato ao FGTS e seguro-desemprego em falência da empresa

Contrato Social: 12 itens para elaborar esse documento
16/11/2020
PIS/PASEP: Abono de declarações fora do prazo, serão pagas em dezembro
19/11/2020

O projeto de lei tramita na Câmara, visa dar suporte ao trabalhador que se prejudicou com a falência da empresa na qual trabalha.

Na Câmara dos  Deputados já tramita Projeto de Lei 2317/20. Que pretende determinar que o decreto de falência da empresa é suficiente para que o empregado requisite o seguro-desemprego e o FGTS.

De acordo com o deputado André Figueiredo, o objetivo é  dar segurança ao trabalhador de acesso imediato aos benefícios que estão previstos na lei. Devido ao impacto da falência da empresa.

Segundo o parlamentar, a medida ganhou mais urgência com decorrência dos efeitos da pandemia da Covid-19 no País. 

André Figueiredo ainda ressaltou que, “se a impossibilidade de usufruir desses direitos a curto prazo já representava um prejuízo para o trabalhador antes da pandemia, agora então é uma questão de sobrevivência”.

Nesse momento a rescisão do Contrato de Trabalho com decorrência a falência equivale ao desligamento sem justa causa, ou seja, assegura ao trabalhador o direito de obter o saldo do FGTS e de requerer ao seguro-desemprego.

Bem como a rescisão do contrato de trabalho tende a demorar, durante esse período é comum que o trabalhador fique desamparado e impedido de ser contrato por outra empresa.

A proposta causa alteração às leis do Programa do Seguro desemprego, FGTS e a falências.

Siga-nos no Instagram: https://www.instagram.com/masterrh.oficial/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

WhatsApp chat